Melodia Web
Rádio Melodia Web - www.melodiaweb.com - São José do Rio Preto - SP - Brasil
domingo, 26 de setembro de 2021
Ouça a MelodiaWeb
Página inicial Ouça música de qualidade pela Internet

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Janela Cultural
Diminui o tamanho da fonte Aumentar o tamanho da fonte
O SR. CORONELISMO JÁ MORREU?
Ático Vilas-Boas da Mota, sábado, 28 de março de 2009
O SR. CORONELISMO JÁ MORREU?

Quem dera! Antes já tivesse morrido e sido sepultado para sempre, no dia a dia de todas as comunidades brasileiras.


Tal não aconteceu, em termos gerais, porque ele tem múltiplas facetas, muitas peles de camaleão e diversos fôlegos de gato. Dependendo de cada região, talvez em raríssimos casos, ele já esteja nas vascas da agonia, ou mesmo já tenha sido embalsamado. Ainda bem! Mas em muitas outras - insisto em reafirmar - que ele se encontra plenamente em vigor, embora disfarçado... Convido os fiéis leitores e / ou ouvintes da nossa querida e singular Rádio Melodia a uma rápida reflexão:


Todos nós sabemos que existem vários ismos que assinalam não poucas vertentes da cultura em geral, por meio de diversos campos de ação: neotomismo, neoromantismo, neocapitalismo, neomodernismo, neoliberalismo, neomazismo (cruz credo!) etc. etc. Por que não haveria também de haver o neocoronelismo? Aliás, muitos de nossos estudos e nossas investigações universitárias nem sempre trazem novas luzes a certos fenômenos examinados. Às vezes, algumas analises, até mesmo aquelas tidas como consagradas devido ao acúmulo de criticas elogiosas ou pela repetição de citações, terminam consagrando ou fixando conceitos que nem sempre coincidem, absolutamente, com a verdade plena.


Um deles, muito flagrante, é aquele que nos aponta, no campo da história, sociologia, psicologia coletiva e da cultura geral, o Coronelismo como uma manifestação já desaparecida, morta, extinta. Mas, na realidade, tal não aconteceu, pois o coronelismo está vivo, vivinho da silva. Encontra-se em pleno vigor sob a forma resistente e multiforme do neocoronelismo. O que desapareceu, meus caros senhores da seara histórica, sociológica e psicológica foi tão somente o estilo de se exercer o comando quanto ao uso e à manipulação do poder local ou regional.


Todas as obras que eu consultei sobre esta matéria, dão-no como desaparecido no tempo e no espaço. Tomaram a nuvem por Juno. O coronelismo está vivo - repito - sob a forma modernizada do neocoronelismo. O que realmente desapareceu foi apenas o estilo do antigo coronelismo.


Geralmente os meios de comunicação, com insistência, sobretudo nas novelas televisionais, apresenta-nos um coronel de porte hierático, falando grosso, autoritário, com sua corrente de relógio de bolso, às vezes com sua bengala ou seu charuto, rodeado de jagunços, de compadres ou seguidores que lhe cercam de salameleques, viajando em cavalos bem arreados etc. Este é o estereótipo bem conhecido e já desaparecido.


O neocoronel de nossos dias, geralmente anda bem trajado, segundo os ditames da última moda, usa veículos motorizados, às vezes o avião, o rádio, o telefone e alguns - talvez em número menor - usam, infelizmente, pistoleiros que correspondem aos antigos jagunços ou capangas, para a execução dos seus planos sinistros. Pelo exposto, o coronel tradicional não foi totalmente extirpado de muitas de nossas comunidades, mas, apenas, o seu estilo de exercer o mandonismo local.


Não faz muito tempo, testemunhei, no alto sertão da Bahia, uma atitude neocoronelista: certo prefeito fazia-se presente, numa das sessões da Câmara de Vereadores, em que se deveria aprovar as contas da gestão daquele mesmo prefeito! Quando o neocoronelismo morrer, bem como seus hediondos métodos, ninguém lhes dirá: Requiescant in pace! Mas sim: Vade retro Satana!


Prezado Leitor, Ouvinte da Melodia, não esqueça de curtiesse post e nos seguir no Twitter:@OsmarSantos_18  ou nos adicionar no FaceFacebook_Radio Melodia  Grato!

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Veja também
(19/11/2015) Titanic Theme Song - My Heart Will Go On - Harp / Violin
(19/11/2015) Europeus: o futuro não pertence mais a vocês
(07/06/2015) Caranguejos
(09/05/2015) Música Clássica é sinônimo de concentração
(09/02/2015) Força interior!
(14/05/2014) Quem poupa o lobo, mata as ovelhas
(02/04/2014) Em duas décadas haverá mais mudanças que nos últimos dois mil anos, diz cientista
(14/03/2014) Projeto de vida, ou ...
(14/01/2014) Ai, que preguiça!!
(03/01/2014) O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem conhecem aquilo em que tropeçam.
(14/12/2013) Rádio Melodia, remédio da alma
(14/11/2013) Música
(06/11/2013) Música e Consciência
(02/11/2013) Equilíbrio e moderação nas atitudes e necessidades
(22/09/2013) Por um estilo de vida


Veja todo conteúdo desta categoria
Ouça a Rádio do coração
© 2021 Rádio Melodia. Todos os direitos reservados.
Design: Win Multimídia - Desenvolvimento:Adriel Menezes