Melodia Web
Rádio Melodia Web - www.melodiaweb.com - São José do Rio Preto - SP - Brasil
sexta-feira, 27 de novembro de 2020
Ouça a MelodiaWeb
Página inicial Ouça música de qualidade pela Internet

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Tecnologia
Diminui o tamanho da fonte Aumentar o tamanho da fonte
NÃO CAIO NESSA
Frederico Bottrel - Estado de Minas, quinta-feira, 16 de abril de 2009
NÃO CAIO NESSA
"Fiz uma conta gratuita, em um provedor qualquer, e respondi quatro ou cinco spams. A quantidade de mensagens triplicou. Não se deve mesmo respondê-las" (Luiz Carlos Rubino, webdesigner)

Diante da ameaça de spammers inventivos e capazes de maquiar os códigos maliciosos em missivas eletrônicas cada vez mais verossímeis, o olho vivo de usuários espertos faz toda a diferença. O maior risco dos spams está em e-mails que instalam malwares nos computadores, com o objetivo de roubar dados, prática conhecida como phishing. Assim, os hard users, aqueles que passam o dia todo conectados à internet, checando e-mails frequentemente, desenvolvem estratégias particulares para driblar a ação dos mal-intencionados na rede.

Os provedores de e-mail (gMail, Yahoo, Hotmail) desenvolvem filtros que prometem cada vez mais eficácia no combate ao spam, enquanto os programas leitores (como o Outlook Express e Thunderbird) também se munem de armas contra a enxurrada de mensagens indesejadas. Normalmente, os e-mails não solicitados vão parar automaticamente em pasta voltada a essa finalidade: ficam banidos sob o rótulo Spam. Tanto os servidores quanto os programas oferecem opções fáceis para reverter a situação, caso o sistema tenha se equivocado e enviado para a pasta execrada uma mensagem importante.

"Fico pensando mesmo é nas pessoas que não sabem muito sobre essas %u2018armadilhas%u2019, gente que recebe e-mail falso e abre, espalhando vírus no computador. Nós que trabalhamos o dia todo com computador começamos a ter mais maldade com esse tipo de coisa", diz Frederico Teixeira, designer de produtos. Diante do notebook a maior parte do tempo, ele deleta 30 spams por dia, da caixa de e-mails profissionais.

São mensagens de toda ordem, como ele cita: "É impressionante a quantidade de e-mails do tipo %u2018o seu pedido chegou%u2019, ou propagandas diversas recebemos até mensagens em inglês e francês, além daquelas bem irritantes sobre remédios para impotência e similares! Esses dão nos nervos mesmo", desabafa. Mesmo com toda a facilidade para bater o olho nesse tipo de e-mail e já identificar os mal-intencionados, às vezes os spammers são tão espertos que conseguem deixar o designer de produtos na dúvida.

Como todo hard user que se preza, ele se rende ao oráculo mais badalado da rede, para checar se a mensagem procede ou não. "Da última vez em que quase caí em uma dessas armadilhas, tive uma sacada boa. Peguei o suposto conteúdo e joguei no Google. Daí, quando páginas de fóruns apareceram na lista da procura, vi as pessoas comentando sobre o tal vírus. O bom é que essas informações começam a circular rapidamente também e logo um monte de gente já está comentando a respeito, na rede", aconselha.

O webdesigner Luís Carlos Rubino também é escolado nas maldades virtuais. Intrigado com a quantidade de mensagens não solicitadas que recebia, resolveu criar um e-mail-armadilha. "Fiz uma conta gratuita, em um provedor qualquer e, a partir dela, respondi quatro ou cinco desses spams", conta ele. O objetivo era testar aquela história, repetida à exaustão nos fóruns de segurança, de que "não se deve responder a spams".

Rubino, então, constatou o risco: "Na semana seguinte, a quantidade de spams triplicou. Não se deve mesmo responder a essas mensagens". A estratégia é maliciosa: muitas das missivas trazem, no rodapé, a seguinte notificação: "Se você não quiser mais receber este informativo, responda este e-mail". Quando isso acontece, se o usuário clica, o endereço pode ir parar em outros mailings, destinados a novos ataques.
Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Veja também
(29/03/2018) A internet e a globalização
(07/07/2014) Receptores portáteis para emissoras web com a integração de Facebook e Twitter
(26/11/2013) Li-fi: transmissão de dados por luz alcança 10 Gbit/s
(09/02/2013) Cobertura Celular das Operadoras e localizações das ERB's em sua região
(17/01/2013) Qual o melhor fone de ouvido para Smartphones
(17/01/2013) Ninguém é demasiado idoso para usar tecnologia
(15/01/2013) Audiência de rádio web em celulares cresce 66%, segundo pesquisa da Nielsen
(17/12/2012) Neuroprótese de alta performance controlada por indivíduo com tetraplegia
(06/07/2012) LEDs inspirados em vagalumes não precisarão de energia
(06/07/2012) O celular é a nova mídia de massa, afirma especialista em redes sociais.
(27/02/2012) Programa de computador supera QI humano pela primeira vez
(06/02/2012) Era da informação móvel
(05/02/2012) Autoradio web con Android
(05/02/2012) Internet Radio on your JVC Car Stereo
(28/01/2012) Pioneer Brings Pandora into the Dash- Navigation


Veja todo conteúdo desta categoria
Ouça a Rádio do coração
© 2020 Rádio Melodia. Todos os direitos reservados.
Design: Win Multimídia - Desenvolvimento:Adriel Menezes