Melodia Web
Rádio Melodia Web - www.melodiaweb.com - São José do Rio Preto - SP - Brasil
quinta-feira, 3 de dezembro de 2020
Ouça a MelodiaWeb
Página inicial Ouça música de qualidade pela Internet

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Artigos
Diminui o tamanho da fonte Aumentar o tamanho da fonte
BLOGS, 'TWITTER', ORKUT E OUTROS BURACOS
Arnaldo Jabor/Jornal Bom Dia, terça-feira, 3 de novembro de 2009
BLOGS, 'TWITTER', ORKUT E OUTROS BURACOS

Não estou no “Twitter”, não sei o que é o “Twitter”, jamais entrarei neste terreno baldio e, incrivelmente, tenho 26 mil “seguidores” no “Twitter”. Quem me pôs lá? Quem foi o canalha que usou meu nome? Jamais saberei. Vivemos no poço escuro da web. Ou buscamos a exposição total para ser “celebridade” ou usamos esse anonimato irresponsável com nome dos outros. Tem gente que fala para mim: “Faz um blog, faz um blog!”. Jamais farei um blog, este nome que parece um coaxar de sapo-boi. Quero o passado. Quero o lápis na orelha do quitandeiro, quero o gato do armazém dormindo no saco de batatas, quero o telefone preto, de disco, em vez dos gemidinhos dos celulares.

Comunicar o quê? Ninguém tem nada a dizer. Olho as opiniões, as discussões online e só vejo besteira, frases de 140 caracteres para nada dizer. Vivemos a grande invasão dos lugares-comuns, dos uivos de medíocres ecoando asnices para ocultar sua solidão deprimente.

O que espanta é a velocidade da luz para a lentidão dos pensamentos, uma movimentação “em rede” para raciocínios lineares. A boa e velha burrice continua intocada, agora disfarçada pelo charme da rapidez. É a revolução dos idiotas online.

Quero sossego, mas querem me expandir, esticar meus braços em tentáculos digitais, meus olhos no “Google" em órbitas giratórias, querem que eu seja ubíquo, quando desejo caminhar na condição de pobre bicho bípede; não quero tudo saber, ao contrário, quero esquecer. Sinto que estão criando desejos que não tenho, fomes que perdi. A tecnociência nos enfiou uma lógica produtiva de fábricas vivas, chips, pílulas para tudo, enquanto a barbárie mais vagabunda corre solta no pais, balas perdidas, jaquetas e tênis roubados, com a falsa esquerda sendo pautada pela mais sinistra direita que já tivemos, com o Jucá e o Calheiros botando o Chávez no Mercosul para “talibanizar” de vez a América Latina. Temos de ‘funcionar’ - não de viver. Somos carros, somos celulares, somos circuitos sem pausa.

Claro que acho a revolução digital a coisa mais importante dos séculos. Mas, estou com raiva por causa dos textos apócrifos que continuam enfiando na internet com meu nome. 

Todo dia surge uma nova besteira, com dezenas de emails me elogiando pelo que eu “não” fiz. Vou indo pela rua e três senhoras me abordam: “Teu artigo na internet é genial! Principalmente quando você escreve: ‘As mulheres são tão cheirosinhas; elas fazem biquinho e deitam no teu ombro...’”. “Não fui eu”, respondo. “Tenho horror à mulher perfeitinha. Acho ótimo celulite...”

Sei que a internet democratiza, dando acesso a todos para se expressar. Mas a democracia também libera a idiotia. Deviam inventar “anti-spam” para bobagens.

Vejam as banalidades que me atribuem: “Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!”, “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore e viva intensamente antes que a cortina se feche!”. A mulher: “São escravas aparentemente alforriadas numa grande senzala sem grades”.

Ah, e há um texto bem gay sobre os gaúchos, há mais de um ano. Fui “eu”, a mula virtual, quem escreveu tudo isso. E não adianta desmentir.

Mas o pior são artigos escritos por inimigos covardes para me sujar. Há um texto de extrema direita, boçal, xingando os brasileiros, onde há coisas como: “Brasileiro é babaca. Elege para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari. Brasileiro é um povo trabalhador. Mentira. Brasileiro é vagabundo por excelência. Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de R$ 90 mensais para não fazer nada não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo. 90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira. Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como ‘aviãozinho’ do tráfico para ganhar uma grana legal. Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora... O brasileiro é igual a mulher de malandro: gosta de apanhar...”

E o pior é que muita gente me cumprimenta pela “coragem” de ter escrito esta sordidez. Ou seja: admiram-me pelo que eu teria de pior; sou amado pelo que não escrevi. Na internet, eu sou machista, gay, idiota, corno e fascista. É bonito isso?


COMENTÁRIOS:


Nome: MARIO LUIS TERNERO
Cidade: SAO JOSE DO RIO PRETO
Mensagem: O comentário abaixo do Arnaldo Jabor, deixa bem claro que ele não é contra a internet ou contra os internautas em geral, mas sim contra os internautas que usam o seu nome.
"Claro que acho a revolução digital a coisa mais importante dos séculos. Mas, estou com raiva por causa dos textos apócrifos que continuam enfiando na internet com meu nome"

Data/Hora envio: 3/11/2009 10:12:30


Nome: Sergio Fernandes Pinto
Cidade: Paulista - PE
Mensagem: Prezados, primeiramente parabéns pela programação.
Li o artigo do Arnaldo Jabor, acho que ele foi muito duro em suas críticas contra a internet, mas por outro lado, talvez sua raiva, seja o uso indevido do seu nome em artigos postados, que conforme o mesmo não são de sua autória.
Gosto muito dos seus artigos e sátiras contra os nossos governantes, tanto que o mesmo é proibido e censurado até pelo nosso presidente, que tenta calar à imprensa brasileira, um verdadeiro absurdo.
Abraços,
Sergio Fernandes Pinto
Praia do Janga - Paulista/PE

Data/Hora envio: 3/11/2009 10:18:24


Nome: anselmo luiz
Cidade:  arnaldo jabor ”/Jornal Bom Dia, terça-feira, 3 de novembro de 2009

Mensagem: caro amigo osmar tudo bem, sou de juiz de fora mg estou na radio melodia em quem sabe faz INTERNET IMPULSIONA NOVOS RELACIONAMENTOS - 2 , concordo em parte com o Arnaldo Jabor, mas so em parte pois estamos num pais democratico se alguem usa o seu nome e um horror pois deveria mostrar o seu?! segundo ARNALDO JABOR Não estou no “Twitter”, mas eu sei o que é, embora não participe e blog tb, mas tenho orkut, não devemos misturar alho com bugalho, pois nós estaremos cometendo grandr erro, se tem segundo Arnaldo JABOR: 90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira. Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como ‘aviãozinho’ do tráfico para ganhar uma grana legal, SERA QUE E ESSA POSCENTAGEM????!!!! fica a qui a minha opinião. um abraço

Data/Hora envio: 3/11/2009 10:20:13


Nome: Maria Francisca I. G. Barbosa
Cidade: SJRP

Mensagem: Bom dia Melodia.
Inicialmente quero agradecer a existência dessa rádio pelo que meus ouvidos podem desfrutar todos os dias. Depois de cumprimentar o sol e agradecer a Deus por mais uma manhã, inicio meu cotidiano ligando meu pc e sintonizando na web.
Realmente a internet nos proporciona muitas e ótimas vivências de aprendizado e conhecimento. Sabendo usá-la com critério, podemos transpor barreiras e fronteiras agregando conhecimento ao nosso mundo particular ao mesmo tempo em que fornecemos também essa mesma chance aos internautas do globo.
Entretanto não podemos negar ao Jabor esse desabafo agrecivo, pois se temos que reverenciar um colega de trabalho pela coragem de fazer críticas construtivas, sem dúvida alguma esse profissional é ele, e, os abusos dos internautas mau intensinados, pra não dizer criminosos, em relação à esse jornalista, é do tamanho da internet.
Realmente ele é alvo de inúmeros artigos falsos que circulam na web, que por ter essa caracterísitca democrática sem precedentes, leva a todos os recandos do globo, falas que não saíram de sua boca.
Quem de nós não ficaria irritado com isso ou mesmo temeroso de consequências, até mesmo vítima de alguma agressão sabe Deus, sem retorno para ele.
A verdade é que temos um grande veículo nas mãos de uma magnitude explêndida, mas ainda pesa sobre o Brasil, essa falta de preparo e aparendizado cultural. Não me refiro à todo  cidadão brasileiro, sabemos que a net tem auxiliado e servido à uma grande parcela da população que demonstra já sabedoria em seu uso, mas para nossa tristeza ainda teremos uma longa trajetória até chegarmos à um patamar razoável de capacidade construtiva do uso desse magnífico veículo. Contando com a compreensão de minha humilde opinião.
Atenciosamente agradeço o espaço cedido.
Fran Barbosa.

Data/Hora envio: 3/11/2009 10:45:49


Nome: Miguel
Cidade: Nossa Senhora de Lourdes - Estado de Sergipe
E-mail:
Mensagem:
Os comentários do Arnaldo Jabor foi um pouco infeliz, a internet mal usada é que se torna um veículo sem utilidade assim como a programação
da nossa televisão aberta,(como: GLOBO, RECORD, SBESTEIRA, e outras).
Ele,(Arnando Jabor) se acha muito inteligente.
Deveríamos ter mais tvs educativas.

Um abraço

Data/Hora envio: 3/11/2009 16:51:03


Obs.: Envie o seu Comentário pelo Contato

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Veja também
(24/05/2014) Resistência extrema (Sobre Corridas!)
(17/09/2013) Distribuindo Simpatia
(09/08/2013) O CAMINHO DO MENOR ESFORÇO
(15/01/2013) Mais idade pode ser sinônimo de sabedoria
(20/12/2012) Como deter a matança dos inocentes
(19/12/2012) A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA NO BANCO DOS RÉUS
(16/12/2012) DEZ razões para uma vida sem televisão
(16/12/2012) Viajar é Preciso !
(21/11/2012) Por que meninas de 6 anos querem parecer sexy?
(15/11/2012) Sensibilidade
(09/11/2012) Para que servem os militares?...
(19/09/2012) OS PSICOPATAS MIRINS E A HORA QUE JÁ PASSOU
(07/09/2012) Áreas livres de armas ou áreas livres para massacres?
(27/08/2012) Exclusivo
(26/08/2012) Cuidado com os temperos prontos


Veja todo conteúdo desta categoria
Ouça a Rádio do coração
© 2020 Rádio Melodia. Todos os direitos reservados.
Design: Win Multimídia - Desenvolvimento:Adriel Menezes